terça-feira, 1 de setembro de 2015

Ao encontro do Toubkal
(2) Imlil: a abordagem à Montanha

O programa do segundo dia ao encontro do Toubkal era ainda um dia calmo: uma manhã em Marrakesh, seguida da viagem de 70 km até Imlil, a "porta de entrada" clássica para a alta montanha. 
Rumo ao Atlas
Embora ainda voltemos à "cidade vermelha", a manhã livre já deu para comprar uns recuerdos ... a preço bem negociado, claro, à boa e tradicional maneira marroquina. Não regatear o preço é uma ofensa importante.
E antes das duas da tarde estávamos a partir de Marrakesh, distribuídos em duas carrinhas, rumo a sul ... rumo à montanha, a razão que nos trouxe a este outro mundo. O "velho" Orux confirmava-me o rumo... J
A tarde estava abafadíssima. Felizmente as carrinhas tinham ar condicionado, mas a atmosfera no exterior parecia pesar. Só ao fim de uns 35 a 40 km começámos a divisar o nosso objectivo: a Cordilheira do Atlas.
E começámos a subir. Atravessámos Asni. A estrada não estava muito diferente da minha recordação de há 30 anos, quando por aqui passei em sentido contrário, vindo do sul; a conservação não deve ser frequente.
O trânsito era estranhamente grande. A determinada altura a Cristina diz que parecia a estrada da Caparica ao fim de semana ... e precisamente chegamos a uma praia fluvial pejada de gente que se refrescava nas águas bem límpidas do rio, vindas dos lados do nosso destino.

Praia fluvial a caminho de Imlil, em dia de apetecíveis banhos...
E estávamos a entrar no mundo da Montanha
Pouco depois das três da tarde estávamos em Imlil. Aldeia tipicamente berbere situada já a 1800 metros de altitude, assim que saímos das carrinhas respirámos de alívio: a temperatura ambiente era bem mais amena do que em Marrakesh. E instalámo-nos de imediato no "nosso" Riad, o excelente e muito original Riad Imlil, no cimo da aldeia ... aos pés do Toubkal, mais de 2400 metros acima de nós.

Chegada a Imlil (1800m alt.): instalação no nosso Riad ... e a habitual recepção com chá de menta
E ao fundo, acima de nós, bem acima ... quase 2400 metros acima ... lá está ele, o nosso destino ... o Jebel Toubkal
Claro que, uma vez metidas as tralhas nos quartos, havia que fazer o reconhecimento de Imlil. O Nuno, nosso excelente guia e companheiro, ainda há 2 meses atrás aqui tinha estado com outro grupo. Um suminho de laranja espremido na hora soube muito bem, uma loja de artigos de montanha em segunda mão primou pela originalidade ... e também fomos "apresentados" às mulas que hoje - sim, porque é já no "hoje" que escrevo estas linhas - transportarão o que for necessário para o nosso próximo destino: O refúgio de "Les Mouflons" ... a 3200 metros de altitude.

Em Imlil, sobre o espectacular vale por onde correm as águas vindas do Toubkal
E neste paraíso aos pés do nosso destino, que bem podemos considerar o "acampamento base" da "aventura" que se avizinha, tínhamos de fazer a nossa foto de grupo.

Imlil: os 11 "conquistadores" da montanha de Deus...
E onde até as mulas têm véu... J
Regressados ao Riad ... as minhas "escritas" começaram a ser postas em dia. Sim, porque nos próximos 4 dias não há "comunicação com o mundo"...! Um excelente jantar e o que vai ser certamente, daqui a pouco, um excelente pequeno almoço, vão-nos dar as energias necessárias para subir ... para subir rumo ao جبل توبقال ... "aquele que observa do alto"...
Imlil, 1 de Setembro de 2015, 6:25h

Cada um com a sua escrita...

Ao Encontro do Toubkal (2)
(Álbum completo)

1 comentário:

Jose Da Silva Rey disse...

Amigo Zé Carlos, imagens fantasticas e comentarios à maneira.
So mais uma coisa, continua a relatar assim para me pores ainda mais agua na boca.

Um grande abraço amigo, assim como aos teus 10 companheiros.

José da Silva Rey - Paris 01/09/2015