sábado, 11 de outubro de 2014

10ª Marcha dos Fortes - 45 km em 13 horas

A 13 de Outubro de 2007, participei na 3ª Marcha dos Fortes, uma organização do Clube "Ar Livre" e da Câmara de Loures. 44 Km a pé, de Runa a Bucelas, pelos Fortes das Linhas de Torres, no que foi até então o meu record pessoal de distância percorrida num dia.
Sete anos depois, dois dos meus "irmãos" ligados ao "Caminho da Aventura" convenceram-me a voltar a inscrever-me na 10ª edição daquela prova de resistência. Estando agora longe de ser o meu maior percurso, a aliciante era e foi fundamentalmente o convívio durante a longa jornada, iniciada às 7 horas, ainda noite, na Quinta do Vale do Corvo, perto da Serra do Socorro, e terminada em Bucelas às oito horas ... também já noite. Para além dos meus dois "irmãos", acabei por encontrar mais quatro companheiros habituais em desafios mais intensos ... para além dos mais de 400 outros participantes!

Quinta do Vale do Corvo, 11.Out./2014, 6:20h
7:00h - Começou a 10ª Marcha dos Fortes
7:30h - Chegada à Senhora do Socorro ...
... brindados por um espectacular nascer do Sol
Com troços comuns ao de 2007, o percurso teve também algumas variantes, como a subida à Serra do Socorro. Tratando-se de uma prova ligada à memória das Invasões Francesas e das Linhas de Torres ... não faltou a recriação de fardamentos e, até, da presença de frades do Convento de Mafra, abençoando as populações que trabalharam na construção dos Fortes.

Vinhas a caminho do Forte da Enxara Grande

Descida da Serra do Socorro
No Forte da Enxara Grande: Frades, Sol nascente ... e as tropas em campo...J
O percurso incluiu a passagem pelos Fortes da Enxara Grande, Alqueidão (onde um saboroso almoço esperava pelo grupo, aos 20 km de percurso), Carvalha, Calhandriz e Arpim. Por vezes, os campos e as aldeias ... pareciam mesmo estar a ser atravessadas pelas tropas anglo-lusas...J!

Próximo de Enxara dos Cavaleiros
Rendas naturais...
Vêm aí as tropas...J

"Tomada de assalto" ao Forte da Carvalha...J
Depois de uma manhã razoável e de um início de tarde bem soalheiro, por volta das quatro horas começaram a surgir nuvens ameaçadoras para os lados do litoral. Mas os deuses só nos refrescaram com alguma chuva, pouca, já na parte final da Marcha, depois do Forte do Arpim.

Depois das quatro da tarde, os céus ameaçavam desabar, mas o dia manteve-se seco até por volta das sete
Pouco depois das 18:30h tínhamos Bucelas à vista ...
... mas faltavam ainda os 5 km finais
Forte do Arpim ... último reabastecimento
Às oito horas em ponto entrávamos em Bucelas ... recebidos por fanfarra e "tiros de morteiro"! E a jornada terminou nas instalações da Escola Básica Integrada de Bucelas, com um jantar convívio que encerrou esta 10ª edição da Marcha dos Fortes ... e a minha segunda participação na mesma.

Com 45 km percorridos, entramos em Bucelas ... recebidos com fanfarra!
Álbum completo

5 comentários:

Luis Guilherme Negrita disse...

Boa tarde Caro Calixto,
Foi com imenso gosto que o conheci pessoalmente e partilhamos alguns kms em conjunto. Espero voltar a reencontra-lo num qualquer percurso deste nosso maravilhoso Pais. Continue a alimentar este blog com as suas aventuras, porque é muito útil para quem vai a seguir.
Cumprimentos,
Luis Negrita

apricare disse...

por aqui o registo foi assim: http://apricare.blogspot.pt/2014/10/confortare.html

José Carlos Callixto disse...

Obrigado Luis Negrita
Enquanto as pernas andarem e a escrita fluir ... o blog cá continuará... :)
Um abraço

Anónimo disse...

Bom dia caro Calixto,
Tenho seguido o seu blog com interesse, especialmente quando se trata de percursos em que tenho mais interesse, e estive tão perto de si nesta marcha e .................. só agora descobri.
Um desses percursos, por exemplo, é o da Serra da Gata. Acho que ía gostar de o fazer.
Um abraço,
Eduardo Mendes

José Carlos Callixto disse...

Caro Eduardo Mendes
A Serra da Gata conheço-a bem, não há um mas sim muitos percursos espectaculares.
Esteve também na Marcha dos Fortes? Por mail ou facebook, se quiser contacto mais directo disponha.
Um abraço.