sábado, 20 de setembro de 2014

De S. Domingos à Ericeira

Depois da actividade de verão que nos levou de Somiedo às terras do fim do mundo, os Caminheiros Gaspar Correia reabriram a época com uma bela caminhada no concelho de Mafra, da aldeia de São Domingos, próxima da Encarnação, até à Ericeira.
Vinhas no vale do Rio Safarujo, 20.Set.2014, 10:17h
Um primeiro troço, marcadamente rural, levou-nos à praia de S. Lourenço, na foz do Rio Safarujo, o rio que atravessa a Tapada de Mafra.
Seguiu-se o Trilho dos Namorados, caminho estreito que sobe até Ribamar. Aqui trocámos o azul do oceano e a luminosidade do sol pelo verde da densa vegetação.
Em breve estaríamos novamente junto ao mar, mas desta vez visto de cima, da falésia, que percorremos até chegarmos ao local do almoço, nas proximidades do Forte de Santa Susana, mandado construir no século XVII, por ordem do Conde de Cantanhede, para defesa contra os piratas argelinos e tunisinos que atacavam esta zona costeira. Junto a este local encontrava-se o Forte de Ribamar, hoje desaparecido, que iniciava a 2ª linha defensiva das Linhas de Torres, integrado num conjunto de cinco fortificações. Julga-se que teria um posicionamento mais recuado face à linha de costa.

Praia de São Lourenço
Trilho dos Namorados
Praia de São Lourenço, vista de Ribamar
Falésias de Ribamar, até
ao Forte de Santa Susana
Continuando pela falésia, sobre a rocha, passámos pelos areais da praia dos Coxos e de Ribeira d’Ilhas, mundialmente famosa pelas provas de surf. Ao fundo, pesadas nuvens pairavam sobre a Serra de Sintra e o Cabo da Roca, talvez lançando por lá os aguaceiros previstos para todo o litoral. Mas para nós e como (quase) sempre ... um belíssimo dia de Sol...!

Praia dos Coxos
Ao fundo a Serra de Sintra e o Cabo da Roca. Lá, parece estar a chover...
Um pouco mais à frente voltámos à falésia, junto do arruinado Forte da Ericeira, também conhecido por Forte de Milreu ou ainda Forte de Mil Regos. É o último remanescente dos poucos fortes erguidos à época da restauração da independência, para defesa daquele trecho do litoral. Destinava-se a controlar o acesso marítimo à Ericeira pelo sector norte e, ao mesmo tempo, prevenir qualquer tentativa de desembarque na baía formada pela praia de Ribeira de Ilhas.

Praia de Ribeira d'Ilhas
Forte de Milreu, ou de Mil Regos
Graffiti nas ruínas do Forte de Milreu
Panorâmica do Forte de Milreu
A caminhada terminou na Ericeira, no Largo de São Sebastião, nas proximidades da capela com o mesmo nome. Bela caminhada, num belíssimo dia a lembrar verão.

Ericeira ... no final de uma bela caminhada de fim de verão
De S. Domingos à Ericeira
(álbum completo)
Debruçada sobre o mar,
vendo as ondas rebentar
entre calmas e furores,
Ericeira permanece
vila simples, que parece
falar só de pescadores

Do mar vem-lhe mais sustento
quando as ondas, mais o vento,
lhe permitem ir à faina.
E diverte-se o "surfista",
se essas ondas fazem crista,
quando o vento norte amaina.
(Victor Cintra)

1 comentário:

Maria João Santos disse...

Belas paisagens, Zé ! continuação de bons passeios.

beijinhos
Mª João