quarta-feira, 2 de julho de 2014

A caminho ... do Caminho de Santiago

Neste meu blog, em que um dia resolvi começar a deixar as minhas memórias, é a primeira vez que escrevo sobre uma "aventura" ... antes da "aventura". E porquê? Porque a "aventura" que vou começar a viver dentro de poucos dias é diferente de todas as outras "aventuras" vividas...! Desta vez estou prestes a fazer-me ao caminho ... mas a um Caminho especial. Estou a caminho ... do Caminho de Santiago.
"Os peregrinos que fixeron o Camiño de Santiago, dende o século IX en diante, tiveron diversas motivacións, fundamentalmente relixiosas, nun primeiro momento, e doutros tipos ó longo dos séculos." (Wikipedia)
A minha motivação para o Caminho de Santiago? Ir!... Aliar o misticismo do Caminho à minha paixão pelos grandes espaços...
Aos 60 anos, depois de mais de 40 anos por fragas e pragas ... depois de "aventuras" as mais diversas, nos mais diversos paraísos perdidos da Ibéria, depois de ter percorrido os Caminhos de Fátima ... eis-me a preparar O Caminho ... o meu Caminho ... o nosso Caminho ... nos Caminhos de Santiago!

"É un camiño moi antigo que te leva a novas experiencias. Sexan cales foren as túas crenzas, o Camiño é unha experiencia única que vas vivir en corpo e alma. Unha viaxe espiritual que te leva ao encontro coa natureza, cos outros e, sobre todo, contigo mesmo." (Camiño de Santiago)

Caminho da Geira Romana
Normalmente, associa-se o Caminho Português ao percurso por Santarém, Porto, Valença, ou também ao chamado Caminho do Interior, por Viseu, Lamego, Chaves. Mas houve, historicamente, outras vias de peregrinação, como o Caminho de Torres (proveniente de Salamanca, pela Guarda, Sernancelhe e Lamego), ou as diversas vias que atravessavam o Alto Minho.
Uma dessas vias ... é o Caminho da Geira Romana, que atravessa o Parque Nacional da Peneda-Gerês pela Portela do Homem e, de novo, pelo Planalto Castrejo. Diversos factores contribuíram para a escolha deste percurso. O Caminho Francês, os caminhos portugueses desde Lisboa, ou mesmo a partir da "minha" Vale de Espinho (pela Guarda e Lamego), implicariam sempre uma "aventura" de várias semanas a mais de um mês. Não se achando a minha "pequena arraiana" com forças para se fazer ao Caminho ... era muito tempo! E a hipótese de fazer meia dúzia de etapas separadas não me seduzia. Um dia, ela própria me disse: "se queres tanto fazer, porque é que não fazes a partir do Porto?".
Essa pista acendeu-me a luz: quem começa no Porto também pode começar em Braga, que na Idade Média disputava com Compostela o título de centro da Cristandade na Península. Depois, a minha paixão pelo Gerês claro que também pesava; atravessar o Gerês a pé, a caminho de Santiago ... era uma aliciante!
E assim começou a Etapa -1... J. Foi a etapa de reunir elementos, estudar percursos. Sendo uma das vias menos massificada dos Caminhos de Santiago ... é também a menos assinalada, a menos documentada ... sem Albergues. Mas a pesquisa foi começando a dar os seus frutos...
Para o percurso em Portugal, uma das melhores fontes que encontrei foram as "Rotas do Alto Minho", uma publicação da Região de Turismo do Alto Minho.
Partindo de Braga, os peregrinos passavam por São Frutuoso de Montélios, atravessavam o Rio Cávado em direcção a Terras de Bouro e depois seguiam para o Gerês, entrando em terras de Espanha pela Portela do Homem. A partir de Vilarinho da Furna, o percurso é o da mata da Bouça da Mó, da "minha" velha Geira e dos "meus" velhos marcos miliários romanos, tantas vezes mostrados a grupos de alunos, nos bons velhos tempos das excursões ao Gerês.

Camiño Miñoto-Ribeiro
E na Galiza? Já tinha reunido informações acerca da passagem desta velha via de Santiago pelas terras de Lobios e de Entrimo, antes de voltar a território português, para atravessar o planalto de Castro Laboreiro, rumo a terras de Melgaço. Mas ... e depois, em terras galegas?
Depois ... soube da existência de pelo menos duas rotas medievais utilizadas pelos peregrinos que, do norte de Portugal e do sul da Galiza, se dirigiam à cidade do Apóstolo. Essas rotas estavam ligadas não só à religião mas também ao comércio, como é o caso do Camiño Vreeiro, utilizado pelos arrieiros que levavam o vinho Ribeiro até Compostela. O outro, era o Camiño Miñoto-Ribeiro, seguido principalmente por leprosos em peregrinação a Santiago, na esperança de uma cura milagrosa.
Diversos vestígios de hospitais e leprosarias testemunham esta vertente do Caminho, ligada à história da Saúde Pública. Actualmente, a área de Medicina Preventiva e Saúde Pública do campus de Pontevedra e as Associações Camiño Xacobeo Miñoto-Ribeiro e Eirasenda estão a implementar a recuperação deste velho Caminho que, desde o concelho de Padrenda (limítrofe com o nosso de Melgaço), seguia por Cortegada, cruzava o Rio Minho entre Arnoia e Ribadavia e continuava por terras de Forcarei e A Estrada ... rumo a Santiago.
Infelizmente, a referida Associação Camiño Xacobeo Miñoto-Ribeiro mostrou-se bastante fechada e pouco cordial, pelo que o estudo do percurso mais viável prosseguiu com base na pesquisa de informações históricas e geográficas, na rede, bem como no estudo das cartas topográficas do Centro Nacional de Información Geográfica (CNIG).
Não havendo Albergues na maior parte do trajecto, houve que recorrer à colaboração das autarquias. Desde a primeira hora, os municípios de Terras de Bouro, Cortegada e Forcarei disponibilizaram-se para receber os "peregrinos"; para aqueles municípios, o meu muito obrigado. E assim, gradualmente, o "meu" Caminho foi passando da Etapa -1 à Etapa 0. Foi, verdadeiramente, desencantar


A etapa 0 ... é a etapa da preparação da mochila... J. O Caminho vai ser feito ... ao ritmo do tempo e dos tempos. No dia em que faz um ano que comecei a grande "aventura" do Monte Perdido Extrem, quase com a mesma equipa que comigo viveu aqueles 4 fantásticos dias ...

O próximo sábado 5 de xullo imos facernos ao CamiñoBo camiño, compañeiro(a)s!

Luar Na Lubre - "Romance de Don Gaiferos", tema especial gravado para o álbum "Cantigas do Camiño"

1 comentário:

António Mousinho disse...

Muito bem! A etapa de desencantar caminhos está cumprida! Venham as etapas de encantar, ao longo dos caminhos desencantados na etapa -1!